Autor: Débora Carvalho Pereira

Explicações sobre o julgamento dos queijos

O concurso de queijos e produtos lácteos recebeu a inscrição de 1100 queijos. Mas nem todos foram entregues. Muitos produtores declararam a intenção de entregar 5 queijos (em maturações diferentes), mas não o fizeram. Portanto, o nº final de queijos julgados foi de 953 produtos. Decidimos não separar os queijos entre “leite cru versus pasteurizado” nem entre queijos fabricados com leite da própria fazenda e queijos de laticínios. Embora essa separação seja muito importante para compreensão da cadeia do queijo em geral, e crucial para refletir sobre políticas públicas, ela não existe nas prateleiras de supermercados e lojas especializadas em queijos. O consumidor escolhe sua compra por fatores múltiplos, sendo o principal o sabor e prazer sensorial proporcionado. Ao aplicar o regulamento inicial, que previa as notas de corte para 14-16 (bronze), 16-18 (prata) e 18-20 (ouro), percebemos que 56% dos queijos seriam coroados com medalhas. Isso mostra o aumento do nível de qualidade da produção de queijos brasileiros. Muitos queijos seduziram os jurados. No entanto, na opinião do presidente Claude Maret, um concurso não é somente uma prova onde todos conquistam seu valor a partir de uma nota mínima. Um concurso deve coroar os melhores. Para garantir o valor […]

Continue lendo ...